Tipos de Voz para cantar

Quais são os tipos de voz para cantar?

Se você quer saber quais são os tipos de voz para cantar, esse é o artigo certo para você. No estudo musical, descobrimos que existem algumas categorias nas quais as vozes dos cantores se enquadram. Entender qual é o seu “rótulo” é uma forma de descobrir o melhor tom para cantar uma canção e onde você se encaixa no espectro musical.

Antes de tudo, vale ressaltar que essas categorias não são limitantes. Muitas pessoas acreditam que ao ser classificado como soprano, por exemplo, é possível apenas cantar músicas agudas.

Na verdade, o treino vocal é uma forma de aumentar a sua tessitura e garantir versatilidade na hora do canto. Por mais que algumas canções devam ser adaptadas para o seu tom, lembre-se de que é, sim, possível interpretar qualquer canção que você deseje, independente de qual é o seu tipo de voz.

A classificação serve, principalmente, para encontrar as notas com as quais você se sente confortável. Ao englobar as notas que não exigem esforço para serem alcançadas, fica mais fácil entender seu desempenho vocal e começar os estudos.

Dito, isso, vamos ao assunto central do tema:

Tipos de Voz

Quais são os tipos de voz para cantar?

Basicamente, podemos dividir as vozes em 6 grandes categorias:

  • Soprano: nessa categoria, enquadram-se as vozes mais agudas femininas;
  • Mezzo soprano – a voz mezzo soprano se enquadra na categoria de notas média, ainda no gênero feminino;
  • Contralto – por outro lado, aqui se encaixam as vozes graves femininas;
  • Tenor – vozes agudas masculinas, são como o soprano;
  • Barítonos – vozes médias masculinas, em oposição ao gênero das mezzo sopranos;
  • Baixos – vozes graves da categoria feminina, ao contrário do contralto.

Apesar de esses serem os principais tipos de vozes, vale a pena ressaltar que existem ainda subdivisões para entender a performance vocal. Essas subdivisões afunilam ainda mais a grande diversidade de vozes encontradas ao redor do mundo.

Porém, de uma forma geral, a classificação vocal abrangente já é o suficiente para conhecer melhor a sua voz.

Quando pensamos no coro, é comum encontrar pessoas que são soprano, contralto, tenor e baixo. Em óperas e grandes espetáculos musicais, a composição é completa por todos os tipos de voz.

Tipos de Voz

Como é feita a classificação vocal?

Para descobrir qual é a categoria na qual você se enquadra, o apoio de um profissional é imprescindível. Existem pessoas especializadas em mapeamento vocal. Elas são responsáveis por estudar e analisar a sua voz, encontrar a sua tessitura e classificação vocal.

O estudo geralmente é feito com o acompanhamento de um instrumento musical. Na maioria das vezes, é utilizado o piano ou teclado, já que eles emitem notas sem muitos ruídos, sendo de fácil identificação.

O profissional pede para que você reproduza as notas tocadas no piano. De acordo com a performance, fica mais fácil saber qual é o seu tipo de voz. 

O enquadramento pode ser feito de acordo com o seguinte alcance:

  • Sopranos: entre Dó3 a Lá 4;
  • Mezzos: entre Lá 2 a Fá 4;
  • Contraltos: entre Sol 2 a Mi 4;
  • Tenores: entre D3 a Lá 4 (mas soa oitava abaixo);
  • Barítonos: entre Sol1 a Sol 3 e;
  • Baixos: entre Si 1 a Mi 3.

A classificação pode variar, mas essa é a tabela padrão de alcance para definição de diferentes tipos de vozes.

Por que e quando preciso descobrir o meu tipo de voz?

Como mencionamos acima, saber qual é a sua classificação vocal ajuda você a entender o seu perfil e saber o que precisa treinar para aumentar sua tessitura. Porém, não necessariamente você deve descobrir o seu tipo de voz logo ao iniciar os estudos.

Na verdade, o ideal é que você comece a entender a performance vocal, treine e, então, comece a pensar nos tipos de vozes. Afinal, depois do treino, você já conseguirá alcançar as notas com mais facilidade.

Então, será muito mais fácil entender suas necessidades como cantor. Isso sempre lembrando de que a classificação vocal não é limitante. Lembre-se de que é, sim, possível interpretar qualquer canção independente do seu tipo de voz.

Como diversas áreas do conhecimento, com a música não é diferente: a prática garante sempre os melhores resultados. Logo, quem quer se tornar um cantor profissional precisa estar sempre disposto a estudar e treinar muito!

Se você tiver outras dúvidas sobre os tipos de vozes ou quiser compartilhar sua trajetória conosco, aproveite o espaço de comentários abaixo. Não deixe também de divulgar este artigo em todas as suas páginas nas redes sociais!

Até a próxima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *