Canto Lírico

Canto lírico: detalhes que você precisa saber

Embora possua um nicho de público muito específico, o canto lírico jamais perde sua importância. Afinal, ele é capaz de tocar os corações de qualquer pessoa, no momento certo.

Hoje, conversaremos sobre a natureza deste canto e sua importância para o cantor. Conhecê-lo oferece um novo horizonte de técnicas e imposições para o seu dia a dia.

Por isso, se deseja inserir um novo estilo em seu repertório, veio ao lugar certo.

Vamos juntos explorar esta maravilha clássica.

Diferenças entre o canto lírico e o canto popular

É simples definir o canto popular. Trata-se da maneira como cantamos e ouvimos a maioria das pessoas cantar. A voz é limpa, tem personalidade e expressão próprias.

Diz-se popular justamente por isto: por ser o canto do povo. Ocorre, na humanidade, desde os tempos mais primordiais. É como alegramos o espírito em volta de uma fogueira ou no chuveiro.

Ao ligarmos o rádio, a TV ou, mesmo, o Youtube, com certeza lidaremos com o canto popular. Duplas sertanejas, divas do axé e até estilos mais rebuscados utilizam-no.

E tudo isso torna-se importante para desvencilharmos os tipos de canto. Afinal, quanto mais claro nosso conceito de canto popular, melhor entendemos o canto lírico.

Assim, o canto popular é simplificado e de expressão individual. Justamente por isso temos nomes célebres, com suas vozes inconfundíveis.

Já o canto lírico trabalha com padrões estéticos. Nele, cada um dos tipos vocais desempenha um paradigma de forma bastante similar.

Por isso, a mesma peça erudita sempre soa fundamentalmente igual, independentemente do cantor. Porque a personalidade do artista rende-se ao paradigma esperado.

Onde o canto lírico costuma estar presente

 Por suas características, o canto lírico não está presente em muitos lugares. Isso porque a maioria das pessoas serve-se da música como entretenimento cotidiano.

Assim, temos o canto lírico presente em poucas manifestações. São elas:

  • Canto sacro: principalmente em corais de liturgias formais, como os catolicismos romano, ortodoxo e copta e a Congregação Cristã do Brasil;
  • Ópera: na integração da encenação com o canto;
  • Musicais: tanto de Cinema quanto de palco, inserindo o elemento microfone de forma sutil, nas gravações;
  • Mais recentemente, em variações do Heavy Metal saudosista: nos estilos de Power Metal, que incorpora elementos medievais em suas composições fantásticas.

Vejamos exemplos do canto lírico em cada uma dessas manifestações apontadas:

Aqui, temos um coral misto reproduzindo, a quatro vozes, Anima Christi, de Marco Frisina.

Este é o barítono Dmitri Hvorostovsky cantando Largo al Factotum, de Rossini. Esta peça faz parte da opereta “O Barbeiro de Sevilha”.

Acima, temos um trecho do filme “O Fantasma da Ópera”. Esta é a mais recente versão adaptada do musical para as telonas.

Finalmente, temos a banda Nightwish executando uma de suas músicas. Repare como o canto limpo e natural não ocorre nas execuções de Tarja. Trata-se da incorporação do canto lírico ao estilo da banda.

Principais características do executor de canto lírico

Todo executor de canto lírico precisa possuir algumas qualidades fundamentais. São elas que permitirão execuções com paradigmas esperados, belas e robustas.

A primeira grande competência de um cantor lírico é a potência vocal. O cantor, sem necessidade de microfone, faz-se ouvir por toda a plateia.

E isso acontece mesmo quando há uma orquestra o acompanhando. Porque o canto lírico possui a potência vocal como determinante.

Assim, além da respiração, postura marca muitíssimo o canto lírico. Pois o cantor precisa pronunciar clareza cada palavra enquanto atinge a nota com exatidão.

Do mesmo modo, além de simples afinação, há a definição do paradigma de timbre. Como falamos antes, o canto lírico dá pouco espaço para o individualismo.

Portanto, o trabalho de timbre e tessitura deve ser feito com maestria. Segue-se um padrão de timbres e, com ele, reproduz-se a peça.

Como estudar o canto lírico

Como estudar Canto lírico

O canto lírico possui uma série de artimanhas e nuanças muito específicas. Embora possível, é bastante complicado aprender e validar tudo por conta própria.

Nisso, ele difere totalmente do canto popular, que é mais universal. O canto popular faz parte da vida de qualquer pessoa. Basta cantar. Já o canto lírico, não.

Por isso, se dispõe de meios, cursos de canto online podem ser a solução. Porém a melhor recomendação, sempre, é estudar o canto lírico com um professor capacitado.

Ele fará a adequação de sua voz à expressão do canto lírico. Ainda, enquadrará suas aptidões a um dos tipos vocais específicos do canto lírico.

Havendo necessidade, é o professor de canto capacitado quem trabalhará sua extensão vocal. Assim, além de timbre perfeito, você alcançará todas as notas pedidas por sua voz.

Assim, se deseja mergulhar neste universo ímpar, não poupe esforços. Comece hoje mesmo seus estudos e ganhe uma bagagem incrível em sua carreira musical.

Foi um prazer imenso falar contigo sobre essa manifestação artística importante. Fique sempre ligado para conhecer novidades e aprender mais e mais sobre o canto.

Até logo, caros alunos! Nos vemos em breve!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *