Vibrato: Tudo Para você Dominar Essa Técnica Incrível

Se você é cantor ou cantora, você provavelmente já ouviu falar nos vibratos. O vibrato é uma técnica que pode ser aprendida por qualquer profissional e faz toda a diferença na forma como as músicas são cantadas.

Pense no vibrato como uma forma de ornamentar a sua música, ou seja, enfeitá-la e deixá-la com a sua marca.

Assim como na decoração de uma casa, a canção precisa de toques do seu dono para tornar-se única e agradável para quem aprecia essa arte.

É muito comum que as pessoas achem que o vibrato não pode ser aprendido por todos, porém, isso é um mito.

Por tratar-se de uma técnica de canto, ele não tem nada a ver com a sua extensão vocal ou tessitura, ou seja, pode ser executado por cantores de diferentes perfis vocais.

Ao longo desse artigo, vamos explicar o que é vibrato, quais são os tipos e os melhores exercícios para treinar a técnica. Portanto, não deixe de acompanhar o conteúdo até o final!

Antes de mais nada, vamos entender o que é essa técnica.

O que é o vibrato?

O vibrato é comumente conhecido como uma tremulação da voz, mas essa “tremedeira” é resultante da falta de treino.

O verdadeiro vibrato, seja ele natural ou artificial, consiste na variação da frequência de uma nota, causando essa oscilação.

Existem profissionais que têm o vibrato natural e, no seu caso, é preciso treinar o controle para que os vibratos não fiquem excessivos na música.

Já para quem precisa aprender a técnica, é essencial praticar o controle da voz e da respiração para não soar estranho como nesse vídeo divertido abaixo.

Um bom exemplo de profissional que executa os vibratos é Whitney Houston. Veja alguns exemplos dela executando essa técnica com perfeição:

Eu preciso de um professor de canto para treinar o vibrato?

Como já mencionamos acima, existem pessoas que realizam essa variação da frequência de forma natural. Se não é o seu caso, o ideal é sim que você comece a treinar a técnica com um professor de canto.

O profissional de canto é capaz de indicar os melhores exercícios de acordo com o seu perfil vocal. Com um plano de ação, você será capaz de dominar o vibrato de forma gradativa, sem que isso pareça algo forçado.

A grade vantagem de desenvolver a técnica aos poucos é que você consegue dominar essa habilidade por completo e sem pressa. Com o tempo, você será capaz de executar vibratos com facilidade e de forma mais natural.

Com o tempo, você será capaz de executar vibratos com facilidade e de forma mais natural.

Quais são os tipos de vibrato?

1. Vibrato laríngeo

Os vibratos laríngeos são ocasionados por pequenas variações na laringe. A mudança das notas é mais perceptível dessa forma, por isso é essencial que você respeite o tempo, batida e estilo das músicas. Essa técnica é bastante utilizada por artistas de pop, jazz e blues.

2. Vibratos diafragmáticos

Já os vibratos diafragmáticos são ocasionados pela pressão de ar da laringe no diafragma, por isso têm a ver com o volume e não a variação da nota.

Eles são comumente conhecidos como “riffs” e acontecem quando o volume de uma única nota sobe e desce antes que ela termine de ser executada.

A escolha do melhor vibrato para cada canção depende unicamente dos seus objetivos e onde você deseja chegar com a canção.

Como eu posso usar o vibrato?

O vibrato pode ser considerado um enfeite na música, ou seja, um detalhe que faz com que a canção se torne sua.

Por isso, não existe um consenso único entre os cantores de em que parte da música ele deve ser inserido.

Algumas dicas de onde você pode arriscar o vibrato são:

1. Use Vibrato em Finalizações

As notas longas são uma ótima forma de encerrar as canções. Se você decidir executar um vibrato nessa finalização, o resultado pode ser bastante atrativo. Aplique o vibrato do meio para o fim da nota, garantindo um efeito inesperado na sua audiência.

2. Use Vibrato para Improvisos

A emoção é uma parte muito importante da música, então se você improvisar na execução de uma canção já existente com o vibrato, isso pode dar um toque especial na forma como ela é interpretada.

Os vibratos podem ser longos, curtos, rápidos ou demorados.

Tudo depende do que você sente que é ideal para decorar a sua canção.

Dicas para um bom vibrato

O vibrato tem tudo a ver com a respiração e, por esse motivo, é imprescindível que você consiga dominar a melhor forma de respirar.

Domine a sua traqueia para conseguir produzir as ondulações de forma natural e harmonizada.

Além disso, existem dicas simples que você pode seguir para dominar a arte do vibrato. São elas:

  • Abra a boca como se fosse bocejar. Isso incentiva e prepara o seu aparelho vocal!
  • Mantenha os músculos completamente relaxados, especialmente a laringe. Também é essencial que você mantenha a postura reta para ajudar no controle da sua voz.
  • Preste atenção na sua respiração. Como já foi dito, a respiração é imprescindível para dominar o vibrato e a arte de cantar no geral.
  • Cante com o seu diafragma. Com o tempo, você aprenderá a diferenciar a forma como você canta.
  • Produza as vibrações, ou oscilações na frequência da nota, da forma mais natural possível. O vibrato que mais agrada as audiências geralmente é o leve e curto, que não apresenta mudanças muito bruscas na execução das notas.

Confie no seu potencial! A confiança é um passo enorme para dominar qualquer técnica, não somente o vibrato.

Quanto mais você treinar o vibrato (lembrando sempre que o ideal é poder contar com a ajuda de um professor de canto), mais fácil será executar essa técnica para enfeitar as suas músicas.

Tenha em mente que somente a prática pode fazer com que você vire um cantor melhor, por isso é preciso estabelecer uma rotina de treinos consolidada e dedicar-se à essa arte para produzir os melhores resultados.

Gostou desse artigo? Então não se esqueça de compartilhar o conteúdo em todas as suas páginas nas redes sociais. Aproveite também para deixar a sua sugestão ou comentário no espaço abaixo!

Vibrato: Tudo Para você Dominar Essa Técnica Incrível
Avalie este post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *