Aquecimento e desaquecimento vocal: como fazer?

Um dos erros mais comuns de cantores iniciantes é deixar de fazer o aquecimento e desaquecimento vocal.

Porém, é preciso ter em mente que a voz funciona como diversos outros instrumentos de trabalho, e é preciso prepará-la para que funcione da melhor forma.

Pense na sua voz como o corpo de um atleta durante uma maratona. Antes de começar a correr, é preciso alongar os músculos, aumentar a frequência cardíaca e preparar os ligamentos para o impacto.

Caso contrário, as chances de que ele se machuque durante a prova são maiores.

O mesmo acontece após a maratona: o atleta deve relaxar os seus músculos para que o corpo volte ao modo de funcionamento normal, evitando arritmias, fadiga e outros problemas decorrentes do exercício em excesso.

O mesmo acontece com a sua voz.

Qual a importância do aquecimento e desaquecimento vocal?

A sua voz precisa ser preparada para o canto se você quer evitar machucar as suas cordas vocais e a rouquidão.

O aquecimento prepara as pregas vocais, controla a sua respiração e define o tom da sua voz, permitindo que você cante com mais facilidade e sem se cansar.

Cantando com a Voz Aquecida

O desaquecimento faz com que o trato vocal retorne à posição de fala, ou seja, sua voz sai do “modo cantor” e retorna para a fala.

Ele é caracterizado pelo relaxamento das pregas vocais e ajuda você a deixar de projetar a voz.

Caso o desaquecimento não seja realizado, a sua voz permanecerá no estado do canto e existem chances maiores de que você fique rouco após cantar.

Felizmente, existem técnicas fáceis que você pode aprimorar para garantir o bom funcionamento da voz.

Lembre-se de que os professores de canto são os profissionais ideais para ajudar você a aquecer a sua voz e se acostumar com os exercícios, por isso é sempre importante contar com o acompanhamento.

Exercícios para aquecer a voz

O aquecimento preserva a sua saúde vocal, aumenta a temperatura dos músculos e o fluxo sanguíneo, favorece a vibração das pregas vocais e ajuda a projetar a sua voz de forma mais segura.

Antes de conferir os exercícios mais comuns para aquecer a voz, é importante lembrar que o tempo médio de aquecimento é de cerca de 15 minutos.

Por isso, antes de começar a cantar, você deve reservar esse tempo para preparar o aparelho vocal.

O aquecimento deve ser feito em pé ou sentado com ombros e cabeça retos. A postura é muito importante para garantir a eficiência dos exercícios listados abaixo:

  • Gire a língua dentro da boca, preenchendo o espaço entre os lábios e os dentes. É comum que a região fique dolorida ao começar a praticar esse exercício, já que a língua também é um músculo que precisa ser treinado com frequência;
  • Produza sons nasais de /m/ e /n/, comumente associados à mastigação. Vale repetir sílabas como “ma” e “no” para soltar os músculos;
  • Estale a língua no céu da boca repetidamente;
  • Faça a vibração dos lábios e da língua em escala ascendente;
  • Faça vocalizações com sequências de vogais;
  • Treine a sua respiração, sentindo o ar em todas as etapas do aparelho respiratório;
  • Alongue o pescoço, já que a região é muito importante para o canto;
  • Pratique exercícios para abaixamento da laringe;
  • Suspire e boceje para soltar os músculos da boca.

Como você pode notar, existem diversos exercícios que podem ser realizados para o aquecimento vocal.

É importante estabelecer uma rotina eficiente antes de qualquer sessão de canto para garantir a saúde do seu aparelho.

Exercícios para o desaquecimento vocal

Se o aquecimento tem como objetivo preparar a voz para as sessões de canto, o desaquecimento visa ajudar a voz a voltar para o seu funcionamento normal.

Ao cantar, a voz fica mais alta e você projeta os sons, o que caracteriza o esforço vocal que leva à rouquidão e outros sintomas.

O desaquecimento garante que a voz volte ao seu estado natural e confortável por meio de exercícios simples. Veja quais são os mais indicados:

  • Boceje algumas vezes;
  • Gire a cabeça enquanto produz o som das vogais A, O e U;
  • Massageie a região da laringe, fazendo movimentos circulares em volta da tireoide;
  • Massageie as regiões do aparelho vocal, ou seja, pescoço, nuca e trapézios (a massagem auxilia na circulação sanguínea local, diminuindo a tensão provocada pelo uso contínuo da voz);
  • Relaxe a região cervical;
  • Produza sons nasais e/ou vibrantes;
  • Vibre os lábios, emitindo o som de “Brrrr”, com pouco volume e projeção;
  • Beba água em temperatura ambiente, já que o movimento de engolir é responsável pelo relaxamento da laringe;
  • Mantenha a voz em repouso. O repouso vocal de 20 minutos já ajuda o aparelho a voltar para o seu estado natural.

Assim como o aquecimento, o desaquecimento vocal também deve ser parte da rotina do cantor.

Além do aquecimento e desaquecimento, existem diversos outros cuidados que devem ser incorporados para manter a saúde vocal. São eles:

  • Hidratação (lembrando que as pregas vocais não são hidratadas quando a água passa por elas, e sim quando é ingerida a quantidade recomendada de água por dia);
  • O uso de soros e nebulizadores para limpar as vias nasais;
  • Repouso vocal em dias que a voz não será utilizada;
  • Cuidado com ambientes secos, com ar-condicionado;
  • Proteção da região da garganta com lenços e cachecóis nos dias frios e muito mais.

O acompanhamento dos estudos de canto com um professor também garante que você está dentro da sua extensão vocal e não fará esforços que podem prejudicar os músculos responsáveis pelo canto.

Caso você tenha mais alguma dica para o aquecimento e desaquecimento vocal, compartilhe o seu comentário conosco no espaço abaixo!

Não deixe também de conferir os outros artigos sobre dicas de canto, indicações de cursos online, técnicas vocais e formas de identificar a sua classificação vocal. Boa sorte!

Aquecimento e desaquecimento vocal: como fazer?
Avalie este post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *