Atores de Teatro Musical Falam Sobre Principais Técnicas e Cuidados Com a Voz

teatro musical - cuidados com a voz

O teatro musical é um mercado que ganha cada vez mais espaço no Brasil.

Pelos palcos dos grandes teatros, já passaram espetáculos que são sucesso de bilheteria, como Wicked, Les Misérables, Cats, Mamma Mia, O Fantasma da Ópera e diversos outros.

A grande magia dessa arte é o canto e interpretação ao vivo, o que exige muito empenho por parte dos artistas que estão no palco.

Diego Velloso

“A voz é um instrumento único do cantor e não pode ser substituída por outro caso quebre ou seja danificada”, ressalta Diego Velloso, atualmente em cartaz no Teatro Renault com O Fantasma da Ópera.

Já que esses profissionais trabalham com a voz, é preciso criar uma rotina eficiente de cuidados para evitar lesões e garantir o pleno funcionamento das cordas vocais para o canto no palco.

Quer saber quais são as principais dicas desses artistas para cuidar da sua voz? Confira abaixo:

1. Hidrate-se sempre

Existe um muco em torno das pregas vocais que serve para diminuir atritos gerados pela passagem de ar.

Quando o seu corpo não está hidratado, esse muco se torna mais grosso e o esforço para cantar aumenta.

Beber água regularmente é uma forma de deixar o seu corpo mais confortável para o canto.

“É importante cuidar da hidratação oral e nasal. Nossa voz sai por caminhos que são canos e, se eles não estão limpos, o som não sai limpo”, explica Tomaz Quaresma (Querido Evan Hansen e Kiss Me, Kate).

Lembre-se de que beber água não é a única forma de se manter hidratado.

Para isso, você pode contar também com a ajuda de alguns aparelhos, como por exemplo:

2. Use o nebulizador

O nebulizador portátil é o item favorito dos atores de teatro musical.

“São Paulo é uma cidade muito seca, por isso eu sempre estou com o meu nebulizador para manter as pregas vocais hidratadas”, conta Nay Fernandes (Cinderella, A Pequena Sereia, Alegria, Alegria – O Musical e mais).

Nay Ferdandes e Andressa Medeiros e equipe do musical A Pequena Sereia.

Esse aparelho funciona com o soro fisiológico projetado para a manutenção da hidratação nas cordas vocais e pode ser utilizado em qualquer lugar.

Por isso, é ideal para a nebulização antes do início do espetáculo, entre atos ou conforme a necessidade.

3. Proteja a garganta

A pele da garganta é muito fina, portanto a sua voz pode ser prejudicada em épocas mais frias do ano.

“Eu sempre tenho um cachecol na bolsa para proteger a garganta do vento gelado”, conta Andreza Meddeiros (A Pequena Sereia, Cantando na Chuva, Wicked).

Andrezza Medeiros em Cantando na Chuva

Evitar ambientes com ar-condicionado também é uma forma de proteger a sua voz.

Lenços, cachecóis e roupas de gola alta são imprescindíveis para evitar o contato do frio com a pele.

4. Faça repouso vocal

O repouso vocal é uma prática muito comum para profissionais que trabalham com a voz.

Isso porque a voz é produzida na laringe através das pregas vocais e, quando esse movimento é exigido demais, a voz pode falhar.

Esse fenômeno é conhecido como disfonia e representa o cansaço da voz.

Thuany Parente e equipe do Musical Rock of Ages

 “Quando estou trabalhando – principalmente no período de ensaios -, eu tento ficar quietinha para preservar a voz. E, mesmo quando não estou em cartaz, saio com amigos e acabo falando um pouco mais alto, sinto o cansaço na minha voz e faço o repouso vocal no dia seguinte”, comenta Thuany Parente (Rock of Ages, Wicked e, atualmente, busca o financiamento coletivo para a produção de na pele – o musical).

Thuany ressalta também a importância de aquecer a voz antes de começar a cantar.

“Se eu não faço o aquecimento, é como tentar abrir um espacate sem o alongamento. A musculatura trava”, finaliza.

5. Estude!

“A técnica existe justamente para que o canto não prejudique a voz”, complementa Thuany.

Por mais que existam técnicas que exijam mais da voz, tudo depende da fisiologia de cada cantor.

É preciso entender que as técnicas de canto dependem de cada corpo.

Fazer aulas de canto é o atalho para obter esse conhecimento técnico e prático.

“Descobri as melhores técnicas para mim quando conheci o meu aparelho vocal e a minha fisiologia. Dessa forma, consigo administrar diferentes técnicas”, complementa Nay.

Entender como funciona o canto lírico, o belting e outros estilos de canto para o teatro musical ajuda você a construir as melhores práticas de cuidado da voz de acordo com a sua fisiologia e os seus objetivos.

“Eu não lido com a voz como se ela fosse a coisa mais frágil do mundo. O importante é deixar a sua técnica em dia e manter o corpo saudável, independentemente do trabalho que você faz. Cuidar da voz é mais divertido do que pintam”, finaliza Jessé Scarpellini (Mamonas Assassinas, Les Misérables, Wicked, O Homem de La Mancha).

Jessé Scarpellini nos bastidores do Musical Les Misérables. Foto de Caio Gallucci

Gostou do artigo ou tem alguma dúvida sobre o tema? Deixe o seu comentário no espaço abaixo e aproveite para compartilhar nas redes sociais!

Crédito imagem da imagem da capa: by Samuel Fyfe on Unsplash

Aproveite e leia mais em:

Atores de Teatro Musical Falam Sobre Principais Técnicas e Cuidados Com a Voz
5 (100%) 1 vote

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *