Qual Melhor Microfone Para Cantar? Guia de Compra Completo

Escolher qual o melhor microfone para cantar pode ser uma tarefa difícil se você não conhece muito a respeito.

Existem muitas opções de preço e muitas especificações técnicas que podem confundir e complicar a decisão.

Por este motivo, reunimos neste artigo tudo que você precisa saber para decidir qual o melhor microfone para sua necessidade.

Abaixo está a tabela de comparação das melhores opções de microfones para cantar disponíveis no mercado, em seguida um review de cada modelo e por fim você terá um guia com todas as informações técnicas, de maneira bem simplificada, para te ajudar a tomar a melhor decisão de compra.

ModeloTipoCaptaçãoFrequênciaPreço
Shure SM58DinâmicoCardioide50-15k HzAmazon
Americanas
Shure Beta 58ADinâmicoSupercardioide50-16k HzAmazon
Americanas
LeSon SM58 BLCDinâmicoCardióide50-15k HzAmazon
Americanas
LeSon SM58BKDinâmicoCardióide50-15k HzAmazon
Behringer XM8500DinâmicoCardióide50-15k HzAmazon
Americanas
AKG C5 VOCALCondensadorCardióide65-20k HzAmazon
Waldma S-350DinâmicoCardióide70-16k HzAmericanas
AKG P3sDinâmicoCardióide40-20k HzAmazon

1. Shure SM58

Shure-SM58

Resumo: O Shure SM58 é um microfone dinâmico cardióide feito especialmente para o uso vocal tanto para o canto como para fala.

É mundialmente reconhecido tendo recebido vários prêmios pela sua qualidade sonora.

Há quem classifique esse microfone com status de lendário, em função de sua utilização por grandes cantores famosos em todo o mundo.

No Brasil a marca Shure fornece os microfones de nomes de peso na música como: Lulu Santos, Aline Barros, Chitãozinho & Xororó e vários outros.

É um modelo que começou a ser produzido há cerca de 50 anos atrás e continua sendo referência no assunto e dominando a indústria de microfones de palco.

Por padrão este microfone tem uma resposta de alta frequência acentuada, característica que o faz soar bem em vozes masculinas, porém pode não ser tão bom parar vozes femininas, sendo necessários alguns ajustes de equalização.

O microfone tem uma construção extremamente resistente e durável, sua malha de aço é planejada para suportar anos de manuseio brusco.

Não é raro encontrar exemplares de mais de 30 anos em pleno funcionamento. A qualidade do som do Shure SM58 é considerada referência por muitos.

Sendo ele projetado especificamente para performances ao vivo, onde você irá extrair o melhor rendimento do equipamento.

Por ser referência da indústria há muitas falsificações sendo vendidas por aí. Por isso, certifique-se de comprar em um revendedor de confiança.

Prós

  • Durável. Muito durável
  • Funciona muito bem para vocais ao vivo
  • Possui um sistema eficiente que reduz os ruídos de manuseio
  • Redução de ruído decente
  • Grade facilmente removível
  • Vocais ricos e cheios

Contras

  • Requer equalização para melhor proveito
  • Exige cuidado com falsificações

2. Shure Beta 58A

Microfone Shure Beta 58AO Shure Beta 58A é um microfone dinâmico supercardioide de ótimo desempenho, projetado para performances vocais ao vivo de alta qualidade.

É capaz de proporcionar vocais agradáveis ​​e limpos e também é bastante durável.

Produz um som bastante brilhante, sem exagerar no registro mais alto.

Tem uma boa resposta ao longo de todo o alcance vocal, dos sons mais graves aos agudos, o que é especialmente apreciado por cantores versáteis.

Foi idealizado para ser uma atualização em relação ao SM58. A principal mudança é a alteração da cápsula Cardioide para uma supercardioide.

Essa mudança dá ao BETA 58A uma maior resposta em frequências mais altas, o que retira a necessidade de equalização adicional.

Há também uma melhora adicional com o uso de um imã mais forte, isso significa que o Beta 58A possui um melhor ganho de tensão e requer menos amplificação.

Prós

  • Durável. Muito durável
  • Qualidade de áudio extremamente profissional
  • Não necessita de equalização adicional
  • Possui um sistema eficiente que reduz os ruídos de manuseio
  • Excelente redução de ruído
  • Requer menos amplificação
  • Vocais agradáveis e limpos

Contras

  • Preço
  • Sendo Supercardioide exige maior cuidado na posição dos retornos

3. LeSon SM58 BLC

Microfone LeSon SM58

O LeSon SM58, como o próprio nome pode indicar, tenta ser uma cópia do famoso Shure SM58. A LeSon é uma marca brasileira que fabrica microfones de segunda linha para suprir uma demanda no mercado nacional.

As características deste microfone são muito similares às do Shure, porém, por usar matéria prima de qualidade inferior para baixar o custo, não consegue alcançar os mesmos padrões de qualidade.

Se você comparar os dois microfones ao mesmo tempo, notará que o LeSon SM58 produz muito mais ruido de manuseio que o Shure e é bem mais leve, passando a impressão de que sua estrutura é mais frágil.

Ainda assim ele tem seu lugar. Se você não pode comprar um Shure, ou quer ter um microfone reserva para usar em ensaios ou ocasiões em que não gostaria de colocar seu shure original, o LeSon pode ser uma opção.

Um exemplo de situação é uma festa infantil, onde corre o risco de crianças “curiosas” causarem algum acidente com seu microfone.

Nesses casos ter um microfone de baixo custo pode ser útil para eliminar dor de cabeça.

É um microfone bastante usado em gravações caseiras ou shows de pequeno porte, onde a qualidade do áudio não é tão essencial.

Mas, se você for um operador de mesa experiente, pode conseguir equalizar bem e retirar um bom som desse microfone. E o uso de um pedestal pode reduzir o problema de ruídos por manuseio.

Prós

  • Baixo custo
  • Bom para eventos de pequeno porte

Contras

  • Qualidade inferior
  • Produz ruídos de manuseio

4. LeSon SM58BK

Microfone LeSon SM58BK

O Microfone LeSon SM58BK é um irmão quase gemio do LeSon SM58, porém possui algumas diferenças importantes em sua curva de resposta que trazem resultados de sons diferentes.

O SM58BK tem uma resposta acentuada nos médios, o que é melhor para os vocais em relação ao seu irmão.

É considerado um dos mais equilibrados da linha LeSon SM58. De qualquer forma, ainda é um microfone de qualidade inferior se comparado com outros disponíveis no mercado.

Prós

  • Baixo custo
  • Bom para eventos de pequeno porte
  • Resposta mais equilibrada

Contras

  • Qualidade inferior
  • Produz ruídos de manuseio

5. Behringer XM8500

Microfone Behringer XM8500

O Microfone Behringer XM8500 usa um padrão cardióide e conta com um razoável sistema de montagem contra choques que reduz bastante o ruído de manuseio, mas não os elimina totalmente.

Ele possui uma saída de áudio equilibrada com vocais claros e bem detalhados. É um microfone bem robusto e boa qualidade na construção. O que pode garantir uns bons anos de uso.

É um microfone bastante descente em relação ao custo. Não tem uma resposta tão brilhante quanto um Shure, mas não deixa a desejar no que se propõe. Tem um bom ganho de tensão e requer menos amplificação que o Shure SM58.

Se me perguntassem qual melhor microfone para cantar entre os de baixo custo, eu diria que depende de qual será o seu uso para ele, mas eu sem dúvidas escolheria o Behringer XM8500.

Prós

  • Extremamente barato pela qualidade
  • Melhor custo/benefício
  • Boa redução de ruídos
  • Boa qualidade de construção
  • Vocais claros e detalhados

Contras

  • Não é bom para gravação de estúdio profissional

6. AKG C5 Vocal

Microfone AKG C5 VOCAL

AKG C5 é um microfone vocal condensador profissional projetado para uso no palco.

Tem padrão polar cardióide ajustado para minimizar os problemas de microfonia. A fabricante, AKG diz que ele foi otimizado para uso com sistemas de monitor intra-auricular.

Tem uma boa carcaça feita com uma liga de zinco resistente que pode proporcionar anos de uso sem problemas. Seu sistema integrado de absorção de impacto é eficaz na eliminação de ruídos de manuseio.

Seu padrão de captação foi ajustado para reduzir microfonias; no entanto, os cantores devem ter o cuidado de ficar razoavelmente perto do microfone para garantir um nível de voz consistente.

Prós

  • Resistente
  • Boa redução de ruídos

Contras

  • Necessita falar bem próximo ao microfone

7. AKG P3s

 Microfone Dinâmico Akg P3S

O microfone AKG P3S é concebido para atender os vocais de apoio (backing vocal) e instrumentos de sopro, guitarra e outras aplicações similares.

Tem uma construção resistente e bom acabamento e um o design bonito diferente dos modelos tradicionais o que pode ser um atrativo.

O microfone tem uma resposta de frequência maior que o demais analisados nesta lista, característica que o torna versátil para utilizar vários tipos de instrumentos, porém exige maior cuidado com microfonias por ter mais agudos.

É um bom microfone de entrada com a relação de custo benefício para uso semi-profissional. Ótimo para palestras e com alguns ajustes de equalização tem bom rendimento para vocal de apoio.

Prós

  • Som claro
  • Preço acessível
  • Durável
  • Versátil

Contras

  • Mais suscetível a microfonias

8. Waldma S-350

Microfone Waldman S-350

O Waldman S-350 é um microfone dinâmico cardióide de baixo custo desenvolvido exclusivamente para atividades vocais.

Tem desempenho relativamente bom para uso em palcos e apresentações ao vivo, palestras também pode ser utilizado para gravações amadoras.

Tem sonoridade central focando o desempenho nas frequências médias. Que em geral são as frequências mais utilizadas pela voz humana.

Tem uma construção boa, e suporta algum nível de manipulação durante as apresentações sem transferir muitos ruídos. Obviamente, este recurso não está no mesmo nível dos microfones de primeira linha.

A Wadman é uma marca bem nova, portanto não é possível afirmar sobre a durabilidade do microfone, entretanto a carcaça tem uma qualidade razoável e bom acabamento.

Prós

  • Responde bem para uso básico amador e semi-profissional
  • Preço acessível

Contras

  • Não apresenta características de qualidade para uso profissional

 

Guia de Compra de Microfone para Cantar

Quando você procura informações para comprar novos microfones, você encontrará diversos tipos de e características que abrangem uma vasta gama de preços.

É possível que você fique confuso com o grande volume de especificações e recursos disponíveis nas centenas de modelos disponíveis no mercado.

Algumas vezes a decisão é tomada apenas considerando o preço do microfone, sem ter outros pontos base para comparação.

Na verdade, na grande maioria dos casos o preço de um microfone reflete a qualidade do som que ele é capaz de reproduzir.

Porém, com uma pequena pesquisa você será capaz de perceber que há muitos microfones com preços razoáveis ​​que são capazes de atender suas necessidades específicas.

O primeiro e mais importante aspecto é compreender para qual finalidade você irá utilizar o microfone, em seguida entender como os diferentes tipos de microfones funcionam e para que servem assim você irá tomar a decisão adequada baseada na sua necessidade e não apenas no preço.

Pode ser que você compre o microfone mais caro que era a melhor opção para gravação, mas sua necessidade é um microfone para uma apresentação ao vivo, e mesmo com o mais caro o uso na situação errada irá te trazer resultados não satisfatórios.

Para ajudá-lo a encontrar o microfone certo para corresponder ao seu orçamento e necessidades, este guia abordará as características mais importantes dos diversos tipos e modelos de microfone do mercado.

Padrões Polares de Captação

O padrão de captação é a forma da área de sensibilidade de um microfone ou as direções a partir das quais ele aceita ou ignora os sons recebidos.

  • Microfone Omnidirecional – aceita os sons vindos de todas as direções.

Microfone Omnidirecional

  • Microfone Unidirecional: basicamente capta sons de uma direção e ignora os sons vindos de outras direções.

O padrão unidirecional é o tipo mais comumente utilizado e os três principais padrões de microfones unidirecionais são: cardióide, supercardioide e hipercardioide.

Esses três padrões captam os sons vindos do eixo frontal do captador e rejeitam a maioria dos sons vindos de trás do microfone ou dos lados.

Microfone Cardióide

microfone-cardioide
É mais sensível aos sons de frente e de lados, mas rejeita sons de 180 graus opostos à direção que o microfone está direcionado.

Microfone Supercardioide

microfone-supercardioide
Aceita um pouco mais de som de um campo de 180 graus, mas rejeita um pouco mais do som de cada lado.

Microfone Hipercardioide

microfone-hipercardioide
recebe mais som das costas em relação ao supercardioide, porém há uma pequena diminuição na sensibilidade, em relação à frente.

 

Portanto, é preciso entender o padrão polar do microfone, tendo em vista o ambiente onde será utilizado.

Quando você está em um ambiente barulhento é preciso ter um cuidado maior, como quando você usa o microfone para cantar em barzinho, ou usa o microfone para cantar na igreja.

Nestes casos é ideal o uso dos microfones com padrão unidirecional que tem a característica de dar prioridade para a voz do cantor excluir todos os sons periféricos.

Resposta de Frequência

A resposta de frequência de um microfone refere-se à faixa de frequências, de graves até agudos, que um microfone captará.

Este intervalo é referido pelas suas frequências mais baixas e mais altas, medidas em hertz.

Um microfone com uma faixa de resposta de frequência de cerca de 80 Hz a 15 kHz já seria uma boa escolha para um microfone de uso exclusivamente vocal.

Para uso em instrumentos seria indicado uma faixa de frequência iniciando em 50 Hz e 40 ou 30 Hz para instrumentos graves como bumbo de bateria.

Curvas de Resposta

É importante notar que a resposta de frequência só informa a faixa geral que um microfone pode reproduzir.

Porém cada microfone tem um desempenho nas diferentes frequências, e é exatamente isso que dá ao microfone suas características sonoras específicas.

É essa curva que diz se um microfone tem melhor desempenho nas frequências mais graves, médias ou agudas. Em alguns casos é necessário compensar este desempenho com o uso de equalizadores.

O Que as Especificações Não Dizem

As características de um microfone envolvem muito mais do que apenas as especificações que você lê em sua descrição.

Começando pela estrutura do produto, qual o tipo de metal e outros materiais são usados em sua fabricação podem e afetar muito seu desempenho.

É por isso que algumas vezes uma marca de confiança e o preço do microfone tendem a dizer muito a respeito de sua qualidade. Já que matérias primas de boa qualidade sempre serão mais caras.

Mas tenha em mente que o melhor microfone não é nada se os cabos, as caixas de som ou a equalização da mesa são ruins, tudo é questão de um conjunto equilibrado.

Tipos de Microfones e Suas Aplicações

A maioria dos microfones se enquadra em uma dessas duas categorias: microfones dinâmicos e microfones condensadores.

  • Microfones dinâmicos: De forma geral podemos dizer que são mais robustos, tornando-os mais adequados para uso no palco. Possuem montagem que permitem um manuseio mais brusco sem captar os ruídos. Os microfones dinâmicos também são relativamente mais baratos.
  • Microfones condensadores: são mais sensíveis e delicados, então eles são mais usados ​​para gravação em estúdio, em geral em pedestais.

No entanto isso não é uma lei, há microfones dinâmicos que são usados para gravação e modelos de condensador projetados para lidar com os rigores do trabalho de palco.

Outra diferença é o requisito de energia do microfone.

Os microfones dinâmicos operam sem uma fonte de energia, enquanto a maioria dos condensadores precisa de uma bateria ou de alimentação phantom power (de uma mesa de mixagem, pré-amplificador ou fonte de alimentação externa dedicada) para funcionar.

Qual Melhor Microfone Para Cantar? Guia de Compra Completo
5 (100%) 10 votes

4 Comments on “Qual Melhor Microfone Para Cantar? Guia de Compra Completo”

  1. Ótimo, eu tava em dúvida tinha muita coisa que eu não sabia. Valeu mesmo. A melhor dica que li até agora. Agora eu sei qual microfone comprar.
    Valeu pessoal!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *